.posts recentes

. AdmonicoesDo29ºDomingo do...

. AdmonicoesDo28ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo27ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo26ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo25ºDomingoDoT...

. AdmoniçõesDo24ºDomingoDoT...

. Casa dos Avós

. AdmonicoesDo23ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo22ºDomingoDoT...

. 28 de Agosto – Santo Agos...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Setembro 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

Domingo, 6 de Março de 2011

Luta é alegria

Ao assistir ontem ao apuramento da canção portuguesa para o Festival da Canção fiquei um pouco banzado com o resultado.

 

As minhas opções tinham sido as canções um, nove ou doze. Não é que gostasse de qualquer delas para um festival internacional, mas pensei que talvez fossem as que poderiam ficar mais no ouvido do público. Temos de ter em atenção que a maioria dos assistentes não sabe português e é a melodia que os poderá fazer votar numa canção. Ou talvez a política…

 

Achei engraçado como aquela 10ª canção bizarra entrou no concurso e constatei que os seus figurantes estavam ali apenas para ‘armar barraca’, não é camaradas?

 

Não prestei muita atenção aos resultados que foram sendo apurados pelos júris distritais, sempre compostos por músicos, maestros, críticos de arte e outro pessoal erudito e tenho pena de não ter percebido exactamente o resultado no final da sua votação.

 

De repente dei comigo a ver como esta canção, da luta, ganhou o concurso. E perguntei para com os meus botões se teria qualidade para representar Portugal. É, certamente, uma música de intervenção com bastante aceitação por esta ‘geração à rasca’ que não tem emprego nem dinheiro para uma vida condigna. Vai ser a delícia da manifestação do dia 12 em Lisboa. Irá ser cantada como uma marcha de vitória. Compreendo que tenha sido votada por uma esmagadora maioria de pessoas, previamente concertada para o efeito e que com um sacrifício de 73 cêntimos (iva incluído) conseguiu dar uma demonstração democrática de como se pode alterar um resultado eleitoral. É política!

 

Talvez a ‘nossa’ canção não venha a ter grande aceitação na Europa. Mas já estamos habituados a fracos resultados por não apostarmos em músicas que fiquem no ouvido antes de ficarem no coração. Talvez não tenham grande resultado por os júris nacionais serem compostos por músicos, maestros, críticos de arte e outro pessoal erudito… Se fosse votado pela geração à rasca dos diversos países certamente o resultado seria diferente.

 

Para já, que o Governo fique atento a esta canção. Serão as situações do norte de África tão diferentes das nossas? Vale a pena pensar nisto.

sinto-me: à rasca
publicado por decordovanaturais às 18:04
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds