.posts recentes

. Super Nani

. Jonas e S. Vicente

. Carta aberta

. AdmonicoesDo2ºDomingoDoAd...

. AdmonicoesDo1ºDomingoDoAd...

. AdmonicoesDaSolenidadeDeN...

. AdmonicoesDo33ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo32ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo31ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo30ºDomingoDoT...

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Setembro 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

Quarta-feira, 6 de Junho de 2007

Ponto final, parágrafo.

Este 'até para o ano' que alguns alunos me disseram puxou-me à lembrança os meus velhos tempos de 3ª ou 4ª classe em que se faziam ditados.

Era tudo bem explicado pela entoação do mestre-escola, o Sr. Cansado, enquanto ia passeando pela sala. Claro que um ponto era um ponto, muito diferente de um ponto final, parágrafo.

Está chegando ao fim o período de aulas ( à noite ainda irei mais um mês) e já vou vendo o parágrafo a mudar. Só que antigamente, no meu tempo de juventude, os professores sabiam mais ou menos o que os esperava nesta mudança e agora, neste tempo de ninguém, as incógnitas são tremendas. Vejo o concurso patético dos professores titulares mais parecido, grosso modo, com umas barracas que havia nas feiras com uns fios pendurados. Pagava-se um tanto e tinhamos direito a puxar um fio e, ou saía prémio ou não saía. Parece que aqui é mais ou menos parecido. Deste estou livre porque toda a vida fui livre e então não tive 'tempo' de chegar a este passo decisivo de ser ou não ser professor titular. Mas qualquer dia chega o meu concurso, dos professores contratados, e a pergunta é sempre a mesma: onde irei parar para o ano? perto ou longe de casa? com horário mais ou menos completo? que tipo de alunos irei encontrar? que disciplinas irei leccionar? Não imaginam, com certeza, o drama que escondem estas interrogações.

O 'parágrafo' está no fim e devo confessar que gostei. Encontrei alguns alunos que não eram pera doce mas que sempre me respeitaram. Tive momentos melhores e outros nem tanto mas penso que posso dar graças a Deus por este ano. Consegui ser eu!

Alguns alunos disseram-me que gostariam de me ter para o ano como professor. Terá sido mera cortesia? Deveria ter sido mais exigente? comigo próprio e com eles? Aprendi no escutismo a ser responsável, livre e respeitador...

Até para o ano, pessoal.  

Ponto final, parágrafo.

 

sinto-me: A lágrima celeste...
publicado por decordovanaturais às 15:08
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De o filme k eu pinto... a 6 de Junho de 2007 às 18:21
Pense nas coisas boas que passou e nos bons momentos que irá passar, seja perto ou longe de casa. pois é verdade que são muitas as perguntas que surgem para um próximo ano mas para onde quer que vá que irá passar bons momentos, existem sempre momentos maus mas os bons superam sempre nos outros.
vou ter saudades suas como professor nao muito( lol ) mas como pessoa vou ter muitas. acho que enontrei aqui um amigo.
até um dia
De Andreia a 11 de Junho de 2007 às 15:09
Até para o ano avô Nuno!!!

Beijinhos com saudades*********
De Margarida a 19 de Junho de 2007 às 03:01
avo Nuno....ahh vou ter saudades suas, gostava que para o ano fosse nosso professor outra vez

e aki vai o tal poema que fiz para si na ultima aula deste ano

"Para o professor nuno cordovil
por quem temos muita admiraçao
nao o vamos esquecer
ele esta no nosso coraçao."

boas ferias.

beijinho
De Catarina Margalho a 30 de Junho de 2007 às 20:55
Sem falsas cortesias, gostava muito de o rever para o ano. Verdade seja dita, sempre nos foi permitida uma certa descontracção que não saboreávamos noutras aulas, que nos proporcionou um contacto mais próximo e muito saudável, sem excessos, nem faltas de educação, na maioria das vezes (o que hoje em dia é difícil de encontrar). E é tão bom ter essa liberdade e aprender até onde pudemos ir. E , falo por mim, aprendi-o de uma forma tão natural...
Um grande beijinho, Professor Cordov (é assim que o tratamos, Cordov , com todo o respeito)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds