.posts recentes

. AdmonicoesDo33ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo32ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo31ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo30ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo29ºDomingo do...

. AdmonicoesDo28ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo27ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo26ºDomingoDoT...

. AdmonicoesDo25ºDomingoDoT...

. AdmoniçõesDo24ºDomingoDoT...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Setembro 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

Sábado, 12 de Março de 2016

Diário de um Retiro

Onde estás?    (Gn 3)

 

Senhor, perguntas-me onde estou

E eu não sei responder.

Vejo-me muitas vezes caído

Sem saber o que fazer.

 

Na selva, com muitos trilhos,

Onde me perco tanta vez…

Ou num local bem escuro

E cheio de insensatez…

 

Onde estou, talvez não saiba,

Por no caminho me perder…

Iluminai, Senhor, minha vida;

Dai sentido a meu viver.

 

Meu Deus, perdão Vos peço

Deste errante caminhar.

Que eu descubra o rumo certo

Para em breve Vos encontrar.

                        4Mar2016 – no retiro dos Servitas

 

 

O que foi que se passou?  ( Lc 24, 19)

 

O que foi que se passou?

Porque ando angustiado?

Para onde foge a paz,

No filme do meu passado?

 

A verdade é transparente

E convid’a ser sincero.

Serei forte e valente

Com medida e tempero.

 

Sou, decerto, pecador

Com palavras mentirosas,

Pensamentos bem mesquinhos,

Torpes acções acintosas…

 

Mas o que me dói mais fundo

São omissões preguiçosas

Quando podia fazer

Quaisquer obras valiosas.

 

Abre, Senhor, o meu espírito,

Que eu me possa conhecer.

Com Tua benevolência

Me consiga arrepender.

                        5Mar2016 – Retiro servitas

 

 

Tu amas-Me? (Jo 21, 15 – 19)

 

Ouço: «Nuno, tu amas-Me?»

(Vejo que já O neguei…)

A resposta dada agora

É dúbia, porque não sei.

 

Quantas vezes virei costas

Sem me querer comprometer;

Tantas outras O esqueci

Sem sequer me arrepender…

 

Se Jesus quer a resposta

Eu mesmo a deverei dar,

Mas sem conversa fiada,

Correcta, para apontar.

 

Se digo: meu Deus eu creio,

Adoro, espero e Vos amo,

Por três vezes, a confirmar,

O coração afirma-mo:

 

Vos peço perdão, Senhor

Pela vez em que não creio,

Não espero ou não adoro,

E me escondo porque receio

 

Que me vejas num desamor,

Repares no desassossego

Desta alma bem inquieta

E que procura aconchego.

                                   6Mar2016 – Retiro servitas

 

publicado por decordovanaturais às 15:16
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds