Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

decordovanaturais

decordovanaturais

 

 

Campos verdes, alongados,

Donde surge o arvoredo:

Olival, alguns sobreiros,

E azinheiras a medo…

 

O gado remoi o mato

Que foi comido, apressado.

Andam porcos a fossar

E o rebanho acarrado.

 

É bom passear no campo,

Cheirar a terra molhada,

Pisar a erva florida…

 

E em tarde sossegada,

Bebendo a Paz chovida,

Ter a alma abençoada.

 

Beja, 27 de Abril de 2012 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.