.posts recentes

. A Relva

. Umas quadras aos santos p...

. Serei eu simples momento?

. Santa Sofia

. O espelho do meu caos int...

. Eu e o meio envolvente

. Super Nani

. Jonas e S. Vicente

. Carta aberta

. AdmonicoesDo2ºDomingoDoAd...

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Janeiro 2015

. Agosto 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Setembro 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019

Serei eu simples momento?

O homem só é grande quando consegue sentir-se pequeno face a Deus.

Esta sua pequenez pode ser medida pela intensidade da sua busca do Senhor e, normalmente, faz-se pela oração.

A oração pode ser de muitos modos: pela admiração das obras divinas na criação: pela visão de belas paisagens, ou na escuridão da nossa solidão; na audição de belas melodias, ou mesmo no silêncio de alguns momentos; no doce e no acre ou no macio e no agreste da nossa vida… Em tudo podemos sentir o odor de Deus mais ou menos longe de nós – conforme a nossa vontade de O encontrar.

Eu não sei rezar. Tento, às vezes, dizer-Lhe muitas coisas mas pouco tempo Lhe dou na escuta da Sua voz. Não Lhe dou tempo de antena por o gastar eu totalmente.

Por vezes preciso de parar e ver que tenho de me organizar. Mesmo nestes raros e curtos momentos que Lhe reservo. Dou muitas vezes comigo a distrair-me enquanto vou rezando maquinalmente… Será que o Senhor, mesmo assim, aceita esta minha intensão de estar com Ele?

Terei de fazer um esforço para cortar estas distracções logo no início, para me focar naquilo que pretendo fazer - ouvir o que Deus me quer dizer. Para isso preciso da Sua ajuda.

Senhor,

Que queres de mim?

Que eu queira ser mais do que parecer

Uma testemunha fiel do Teu Amor:

-na Família,

-no Trabalho,

-na Sociedade;

Um exemplo na acção, na dinamização e na exigência de uma Responsabilidade Social sincera e necessária.

Amen.

publicado por decordovanaturais às 12:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2019

Santa Sofia

Perguntava-me a minha Neta Francisca quem era Santa Sofia e eu, na ignorância 'chutei para o lado'.

Não sabia mas vou agora dizer pois fiquei maravilhado com o que descobri:

Terá vivido no princípio do século II e faleceu cerca do ano 130, quando Antíoco era Perfeito de Roma.Muito nova conheceu o Cristianismo que abraçou e testemunhou ao longo da vida.

Casou e teve três filhas que foram batizadas com os nomes de Fé, Esperança e Caridade. Seu Marido faleceu e ela teve de criar e educar as filhas sozinha.

Com as perseguições, queriam que ela abjurasse da sua fé pois era uma pessoa muito considerada na comunidade cristã. Como não a demoviam, resolveram torturar as Filhas à sua frente para a vergarem mas em vez disso os carrascos assistiram a uma Mãe que encorajou as Filhas a aceitarem as dores e oferecerem-se a Deus com alegria. Por isso todas três, como ela, são santas.

Os carrascos não a quizeram matar para a verem sofrer com saudades e remorsos das filhas mas ao invés, ela continuou encorajando outros cristãos a não desanimarem perante a morte. Tiraram-lhe todos os bens mas mesmo assim continuou dando um testemunho tal que largas centenas de pagãos se converteram pela sua fé inabalável, alicerçada no trabalho, na oração e no jejum.

Já idosa terá falecido silenciosamente junto à campa das Filhas e onde foi também sepultada.

Muitos milagres e curas de feridas na pele se devem à sua intercessão, tanto que estas Santas são veneradas desde os primórdios do Cristianismo, principalmente no Oriente e a maior basílica de Constantinopla era dedicada a Santa Sofia - Hagia Sofia - que quer dizer a Sabedoria de Deus. 

Tantas vezes que eu me envergonho de dar testemunho da minha fé...

Admiro a coragem dos cristãos perseguidos ainda hoje e agora percebo que de certeza Cristo lhes dá a força necessária nesta luta interior entre a negação a Jesus para salvar a vida e a certeza de ganhar a Vida deixando-se morrer.

Que o Senhor me fortaleça nestes testemunhos tantas vezes silenciados pelos midia para não abalarem as consciências.

Louvado seja Deus que dá a vida na terra mas, também, porque garante a Vida aos que não tiverem medo de Lhe dar testemunho.

 

publicado por decordovanaturais às 22:23
link do post | comentar | favorito

O espelho do meu caos interior

São Marcos conta no Capítulo 5º do Evangelho (Mc 5, 1 -20) a libertação de um demoníaco. Neste relato deparamo-nos com várias figuras bem expressivas:

Jesus, o homem possesso e os habitantes da região.

Jesus - ordena aos espíritos impuros para sairem do homem; consente que estes saiam do homem e entrem nos porcos; transforma o possesso em discípulo e envia-o como missionário;

o homem possesso - começa por ser apresentado como vândalo, sem abrigo, incorrigível, doente psiquiátrico, fora da lei; é atraído para Jesus ao mesmo tempo que os demónios contestam o incómodo com a Sua presença; uma vez liberto transformou-se em sincero discípulo de Jesus a ponto de querer ir embora com Ele; ao ser enviado transforma-se em anunciador da Misericórdia do Senhor;

os habitantes da região - foram alertados pelos guardas dos porcos mas não se felicitaram pela cura daquele homem que era um perigo público; expulsaram Jesus pelo medo sentido ao aperceber-se do Seu poder sobre os espíritos malignos e, principalmente, pelos prejuízos económicos com a morte dos porcos.

Uma legião demoníaca dominava aquele homem mas sinto que também, muitas vezes, me domina a mim. Vejo como Jesus me quer libertar dos meus vícios de egoísmo, vaidade, inveja, amor-próprio...

Tal como aquele homem, uma vez curado, também eu sou convidado a transformar-me em verdadeiro discípulo que se compraz em estar sentado ao lado de Jesus, absorvendo a Sua Paz, bebendo o Seu Amor e assim ganhar a vontade de aceitar a ordem de ir missionar.

Mas tal como aqueles habitantes da região me sinto tantas vezes com vontade de expulsar Jesus por me 'prejudicar' nos meus interesses mesquinhos sem me aperceber da Sua Misericórdia e do Seu Amor.

Será no silêncio que poderei querer ser possuído pelo Amor de Deus e liberto dos meus mafarricos.

publicado por decordovanaturais às 10:19
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds