Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

decordovanaturais

decordovanaturais

 

 

Para reflectirmos sobre a Igreja de Cristo foram significativas as imagens transmitidas hoje pelas televisões e que foram visionadas em todo o mundo a partir de Fátima nesta peregrinação centenária.

Na realidade vimos a catolicidade através das bandeiras de dezenas de países ou da multiplicidade das línguas em que se rezaram os mistérios do rosário ou as orações dos fiéis; sentiu-se a apostolicidade e a romanidade com a presença de cardeais, dezenas de bispos, centenas de sacerdotes, diáconos e religiosos e centenas de milhares de fiéis, homens e mulheres, jovens e adultos, unidos à volta do Santo Padre, o bispo de Roma, nesta consagração a Nossa Senhora, a Mãe e primeira discípula de Jesus.

Encantou-nos a alegria transmitida pelo sorriso do Papa, pela dedicação de centenas de voluntários, pela fé enunciada como razão de tanto sacrifício dos peregrinos.

Aceitemos o convite do salmista: Justos, aclamai o Senhor.

 

1ª leitura: dos Actos dos Apóstolos                                        Act 6, 1 – 7

 

Todos nós formamos a Igreja.

Embora seja importante a hierarquia que congrega e unifica as várias assembleias espalhadas pelo mundo na mesma profissão de fé, é significativo focar a importância destas duas faces da Igreja: a Oração e o Serviço das Mesas.

Para além dos ministérios instituídos, cada um de nós é também desafiado a rezar e a estar atento ao outro.

 

 

2ª leitura: da primeira Epístola de S. Pedro                             1 Ped 2, 4 – 9

 

São Pedro convida-nos a sermos pedras vivas na construção da Igreja alicerçada na pedra angular que é Jesus Cristo.

Apenas nos é exigida a confiança em Jesus. Caso contrário Ele será antes uma pedra de tropeço e de escândalo, se formos incrédulos.

A decisão é nossa!

 

 

3ª leitura: do Evangelho segundo S. João                               Jo 14, 1 – 12

 

Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida.

Seguindo Jesus sabemos que poderemos ter um caminho dificultado por quantos se negam a deixar passar os caminhantes.

No entanto sabemos que estamos no caminho certo porque O seguimos e conhecemos, desejando alcançar a meta que é a vida eterna.

Tenhamos confiança no Senhor que nos quer unidos a Si.