Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

decordovanaturais

decordovanaturais

Hoje, dia de Nossa Senhora da Visitação do ano da graça de 2016, estando eu em Fátima como servita no retiro de doentes da diocese de Coimbra;

Tendo chegado a data da minha consagração como escravo de Nossa Senhora e de Jesus Cristo a cuja cerimónia em Santo Antão, Évora não pude participar por estar ao  serviço de Nossa Senhora de Fátima;

Solicitei ao assistente espiritual do Retiro e capelão do Santuário, P. Francisco para fazer a referida consagração durante a missa do retiro mas não foi possível por termos ido à celebração na Basílica de Nossa Senhora do Rosário. Fiz mentalmente a minha consagração em segredo antes de comungar.

No final da Eucaristia encontrei as Irmãs Cristina e Verónica das Servas de Maria e do Coração de Jesus, que tinham partilhado comigo enquanto missionárias durante a visita da imagem de N. S. de Fátima  (minha madrinha por ter assistido ao meu baptizado) a Évora em Novembro de 2015 e em que eu tive a honra de ter sido trintanário ou motorista da imagem durante 15 dias, e lembrei-me de lhes pedir para ir a sua Casa fazer oficial e publicamente a referida consagração.

Foi muito comovente para mim poder fazer o meu compromisso solene perante toda a Congregação e diante do Santíssimo solenemente exposto, recordando de um modo muito especial o meu Irmão P. Paulo que morreu repentinamente 15 dias depois da referida visita da imagem peregrina a Évora.

Na realidade o seu exemplo de amor a Maria e à Sagrada Eucaristia tem-me tocado de modo particular depois da sua morte, fazendo crescer em mim este desejo de imitar Maria na Sua humildade e no Seu louvor permanente a Deus, donde o consagrar-me a Ela de todo o coração, assim Deus me ajude.

Querendo ser escravo de Jesus entreguei-me como escravo de Nossa Senhora, a Eles entregando a minha vida, a minha família, a minha vontade e a minha capacidade.

Que o Senhor me dê em cada momento a coragem necessária para ser Sua testemunha na Galileia ou no fim do mundo, nos bons e nos maus momentos.

Salvé Maria,

Nuno Álvares de Santa Maria de Sá Potes Cordovil

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.